Comissão debate combate ao comércio ilegal em Cruzeiro do Sul

Vice-coordenador da Comissão de Combate à Informalidade da Fecomércio-RS, Daniel Amadio comentou sobre ações estaduais

A região continua mobilizada para combater o comércio ilegal, caracterizado pelas feiras itinerantes e ambulantes irregulares. Nesta segunda-feira à noite (7), a comissão regional que trata do tema se reuniu no GREU em Cruzeiro do Sul. Foi o quinto encontro do grupo neste ano, o  qual reuniu empresários, contadores, vereadores, lideranças políticas e de entidades de classe para debater ações. Entre eles estava Jorge Humberto Pozza, da 13ª Delegacia da Receita Estadual (DRE), sediada em Lajeado. O trabalho é coordenado pelo Sindilojas Vale do Taquari e tem o apoio direto do Sistema Fecomércio-RS, o qual desempenha atividades estaduais relacionadas ao comércio ilegal.

A entidade marcou presença através do vice-coordenador da Comissão de Combate à Informalidade da Fecomércio-RS, Daniel Amadio, que explanou o cenário no Estado, as perdas com contrabando de mercadorias  e as alternativas consideradas viáveis: intensificação da fiscalização, educação e tributação. Ele também reforçou que o caminho não é proibir essas práticas, mas sim regulamentar. “Uma lei municipal que determine que as mercadorias vendidas precisam ter origem confirmada, que o local em uso é público, entre outras regras, afugenta e inibe muitas vezes que a feira aconteça”, exemplifica.

O presidente do Sindilojas Vale do Taquari, Giraldo Sandri, afirmou que daqui pra frente a estratégia é agir com soluções pontuais em cada cidade. “Cada município precisa se aproximar mais da prefeitura, da câmara de vereadores e da fiscalização para que na prática ocorram mudanças”, disse.

O Sindilojas e a Fecomércio-RS colocam à disposição dos interessados  cartilhas, cartazes e a minuta do projeto de lei que pode guiar os municípios. Mais informações pelo telefone 3710-2080. As demais reuniões ocorreram em Encantado, Muçum, Teutônia e Santa Clara do Sul.

Fonte Simone Rockenbach - Comunicação Empresarial

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...