Comércio aposta no aumento das vendas para a Páscoa

A chegada do pequeno Felipe (2) à vida da tia Susan Weber (50) trouxe de volta um sentimento e uma preocupação que ela já não tinha há mais de 20 anos. Com os filhos já adultos, a Páscoa era somente mais uma data a ser comemorada e vivida com a família. “Mas quando nasceu meu sobrinho, tudo mudou, e a magia dessa data voltou com tudo. Me pego pesquisando preços e tipos de ovos de chocolate, de brinquedos, coisas que já não fazia há tempos”, revela. Diante de tanta variedade, a dúvida sempre aparece. “Tem que ter brinquedo, mas, mesmo assim, as opções são muitas”, relata.

Susan é uma das que se antecipam nas compras de Páscoa. Esse público, conforme o comerciante Robert Conzatti (43), é quem garante uma venda antecipada de cerca de 20% no estabelecimento. “Ainda não atingimos o resultado esperado”, informa. A esperança, para ele, é o comportamento do brasileiro, que costuma deixar tudo para a última hora. “Trabalharemos no Sábado de Aleluia, durante todo o dia, para atender os clientes.”

Numa rede de supermercados da região, os produtos temáticos, como ovos de chocolate com personagens de desenho animado e super-heróis são os mais procurados pelas crianças. “Já o público adulto busca chocolates e caixas de bombons importados e nacionais, colombas e bolos pascais, biscoitos importados”, afirma a gestora comercial Adriane Hickmann. A expectativa, segundo ela, é de um incremento de 15% nas vendas, comparado ao ano passado.

As ações institucionais promovidas pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Lajeado durante a Páscoa não visam, entretanto, estimular o consumo direto. “Buscamos fortalecer a presença da entidade nesse período do ano, procurando maior interação entre os consumidores e a entidade”, diz o presidente Daniel Dullius.

Seção infantil 

Mas não é apenas o chocolate que atrai os consumidores nesta época do ano. Conforme a lojista Salete Maria Gelatti Bertozzi (51), a venda de confecções para crianças e bebês cresce cerca de 50% no período da Páscoa. “A maioria das pessoas compra roupas para presentear seus afilhados, especialmente”, assegura. Há uma semana, Salete registra o efeito da Páscoa na venda de produtos desse segmento. “Não foge à regra; sempre aumenta”, diz.

Indústria tem produção acima da média

Na fábrica de chocolates de Encantado, a fabricação está acima da média do ano passado. “Estimamos produzir 40% a mais do que em 2014 em decorrência de demandas dos clientes, e a procura está atendendo à expectativa”, diz a engenheira de Alimentos Simone Boni. Entre as novidades, a indústria inovou com chocolates com alta dosagem de castanhas, de amendoim e de doce de leite. A expectativa, conforme Simone, é vender 180 mil ovos e 220 mil coelhos.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...