CIC-VT quer bloquear BR-386 em março

A Câmara de Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT) cansou de esperar pela Funai. Quer chamar a atenção, ao estilo indígena: bloqueando a BR-386 para o tráfego. A decisão foi ventilada pela direção da entidade em parceria com representantes dos municípios de Arvorezinha, Encantado, Lajeado, Arroio do Meio, Teutônia e Estrela. A proposta será avaliada nesta quinta-feira, dia 13, mas prevê duas alternativas: um comboio de caminhões partindo do Vale em direção a Porto Alegre ou o bloqueio do trânsito durante boa parte do dia.

Para o vice-presidente da CIC-VT, Ito Lanius, não há mais como esperar por uma decisão que pode demorar até o fim de 2015. “Esse é o prazo para construção da nova aldeia, fora da área de dois quilômetros que ainda não foi duplicada em Estrela”, justifica. De acordo com Lanius, a obra de construção na nova aldeia – condição fundamental para liberação do trecho pela Funai – já está em fase de licenciamento, por isso, não há mais motivos, segundo ele, para trancar a duplicação.

Programada para ser liberada de Estrela a Tabaí no fim de 2013, a inauguração da pista dupla da BR-386 esbarra ainda nos dois quilômetros que passam pela antiga aldeia. “Precisamos nos manifestar de alguma forma. Esse protesto será avaliado por mais membros e entidades e toda a comunidade é convidada a participar”, destaca o vice da CIC-VT. O bloqueio da pista será decidido nesta quinta-feira, em uma nova reunião, na Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), às 17h30min. Se aprovada por maioria, o fechamento deve ocorrer no sábado, 15 de março, das 9h às 17h em um ponto a ser definido.

Velocidade máxima

Outra alternativa de manifesto é fazer um comboio de caminhões, partindo do Vale até a Capital. Lanius explica que essa medida quer chamar atenção para os limites de velocidades da BR-386. “Vemos que nos trechos que estão prontos (duplicados) e começam a ser sinalizados, a velocidade máxima é 80 km/h. Acreditamos que uma pista dupla pode ter a velocidade de 100 km/h, como outras rodovias do Estado”, compara.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...