CIC Teutônia reúne novos integrantes da diretoria

No dia 19 de abril ocorreu a primeira reunião da nova diretoria da CIC Teutônia para a gestão 2016-2017. Realizado no Auditório 03 da entidade, o encontro foi coordenado pela secretária executiva Carina Schulte Bolfe e pelo presidente Renato Scheffler.

Na oportunidade foi apresentada e entregue a Cartilha do Diretor, além de realizada dinâmica de apresentação dos novos diretores e da equipe de colaboradores. O grupo ainda participou de atividade que coletou sugestões de ações de mobilização com os associados, de coordenação e de representatividade.

“O trabalho da CIC está pautado na representatividade, com a união de esforços, em busca do fortalecimento da economia. Embora seja uma entidade nova, a CIC é reconhecida pelo seu trabalho como organização de classe”, destacou o presidente Scheffler, enaltecendo o envolvimento de jovens e mulheres nas ações da entidade.

Carina apresentou breve histórico da CIC, fundada em 1º de dezembro de 1999 a partir da fusão de outras duas entidades (Aciat e CDL), na época com 98 associados. “Hoje somos a maior entidade dos Vales do Taquari e Rio Pardo em número de associados, considerando a população de Teutônia. Também somos a organização que oferece a maior variedade de serviços, considerando o número de colaboradores. Todo esse trabalho é pautado pelo Planejamento Estratégico”, explicou.

Os diretores ainda se reuniram em grupos conforme os setores (indústria, comércio e serviços) para definição do calendário de reuniões das diretorias setoriais. Sobre os próximos eventos, todos foram convidados a participar da Festa de Maio 2016 e do 6º Jantar Baile da CIC, previsto para o dia 23 de julho.

Segurança pública

No encerramento da reunião, o presidente Renato Scheffler falou da segurança pública em Teutônia. Destaque para a falta de efetivo policial e o corte nas horas extras. “O Governo do Estado passa por uma grave crise financeira, o que acaba sobrecarregando os municípios, que precisam assumir responsabilidades que vão além de suas competências. Precisamos cobrar nossos deputados, nosso secretário de Segurança e o governador”, afirmou.

Ele sugeriu que a comunidade tome algumas medidas de segurança, com ênfase para a atenção constante. Nesse contexto, o grupo discutiu o que poderia estar ao alcance da CIC diante da situação, mobilizando, coordenando e representando os associados. A entidade, inclusive, planeja eventos específicos, entre eles Almoço Empresarial e reuniões sobre o tema da segurança pública. “Precisamos tomar medidas proativas e auxiliar nossos órgãos de segurança. São pequenas coisas que podem fazer a diferença”, concluiu.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...