CIC Teutônia alinha parceria com Senai

Seguem as tratativas entre CIC Teutônia, Administração Municipal e empresas para instalação de unidade de treinamento do Senai no município. Em recente visita à Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), o presidente da CIC, Ivandro Rosa, acompanhado de seus pares de diretoria, associados e colaboradores participaram de reunião com o gerente de relações com o mercado do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Wanderlei Zamberlam.

Na oportunidade o grupo teutoniense reforçou a importância de instalação do Senai no município, cujas tratativas seguem, agora com Projeto de Lei do Executivo Municipal passando pela Câmara de Vereadores de Teutônia, o qual trata de termo de cooperação entre as entidades e a Municipalidade.

“Intermediando esta aproximação entre o Senai, as empresas, a Administração Municipal e os trabalhadores, a CIC está exercendo seu papel como representante de mais de 450 empresas associadas. A demanda por mão-de-obra qualificada para a indústria é muito grande e a vinda de uma unidade de treinamento do Senai para Teutônia certamente irá movimentar a encomia local e da região”, destacou Rosa.

Nas futuras instalações, o Senai poderá atender a formação de trabalhadores de indústrias de laticínios, de calçados e do ramo metalmecânico, além de oferecer cursos que abrangem outras áreas, como o ramo da construção civil, moveleiro e agroindústrias.

Zamberlam enalteceu a união de esforços para a instalação do Senai em Teutônia, destacando o trabalho da CIC. “O envolvimento da entidade empresarial é fundamental e qualifica o desejo da comunidade, uma vez que representa seus associados.”

Estrutura

O gerente técnico do Senai realizou apresentação institucional da entidade, destacando as mais de 520 unidades fixas e cerca de 290 unidades móveis, ofertando quase duas mil horas de atendimento em serviços técnicos e tecnológicos. No Vale do Taquari, o atual município sede do Senai é Lajeado, onde são ofertados diversos cursos de qualificação, muitos deles destinados especificamente para empresas teutonienses.

Entre os investimentos previstos para Teutônia, Zamberlam frisou o atendimento às empresas do setor lácteo, com implantação do curso de Operador em Processamento de Leite e Derivados, e do setor calçadista, com instalação de oficina de calçados.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...