CIC preocupada com a segurança em Teutônia

A Diretoria de Serviços da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Teutônia esteve reunida, no dia 24 de novembro, com representante da Brigada Militar, sargento Marco Antônio Mattes, e do Conselho Pró-Segurança Pública (Consepro) de Teutônia, na pessoa do presidente Egon Fritzen. Em pauta, debate sobre a segurança no município, levando adiante os anseios de associados da CIC.

Na oportunidade, Fritzen explicou que o Consepro acaba auxiliando, principalmente, com questões que não são atendidas a contento pelo Governo do Estado, como é o caso de estagiário na Polícia Civil, manutenção das viaturas da Brigada Militar e materiais de expediente. Um dos grandes pleitos da entidade segue sendo a construção da nova sede da BM no município. “Será uma grande conquista para Teutônia e, se fôssemos ficar de braços cruzados esperando por recursos do Estado, dificilmente poderíamos concretizar este projeto, cuja obra deve ser concluída em 2016. O prédio deverá contar com mais de 700m², com espaço para alojamento, salas de arquivo e de videomonitoramento, iniciativa do Município que vai auxiliar muito nas atividades da Brigada, inibindo diversas ações criminosas onde estiverem instaladas as câmeras”, ressaltou.

O sargento Mattes falou do efetivo policial reduzido. “Já contávamos com oito pessoas ‘girando’ pela cidade, hoje são apenas dois policiais para isso. Houveram transferências, aposentadorias e licenças, e a substituição dessas vagas não acontece”, apresentou. Ele ainda falou de outras ações criminosas que ocorrem fora do horário comercial, como são os casos de agressão a mulheres. “O plantão de atendimento da Polícia Civil é realizado apenas em Lajeado e perde-se muito tempo com deslocamento”, explicou, acrescentando que a guarnição de Teutônia ainda é responsável pelo atendimento dos municípios de Westfália e de Poço das Antas.

“O batalhão trabalha na busca constante da interação com a comunidade, numa relação mútua de confiança, em que o cidadão auxilia significativamente com denúncias. Nesse contexto, desenvolvemos ações sociais com o envolvimento das escolas, como o Projeto Brigada Mirim”, enumerou. Quanto ao futuro prédio próprio da BM, Mattes se disse otimista. “A esperança é que, após a construção do prédio, com recursos locais, possamos ter um olhar diferenciado e retribuição do Estado, com um maior efetivo”, frisou.

Quanto ao tema efetivo policial, Fritzen e Mattes concordaram que isso também se deve aos índices locais de criminalidade. “Considerando os índices de criminalidade no Estado, o município de Teutônia praticamente não aparece neste mapa, resultando em efetivo reduzido. Na visão do Estado, é necessário atender, primeiramente, os municípios com grandes índices de criminalidade. Infelizmente não existe o pensamento e a política de prevenção, ou seja, o reforço policial só ocorre quando já se está com muitos problemas”, disseram, acrescentando que as busca por melhorias dependem, também, do envolvimento e força política.

A Diretoria de Serviços da CIC dará andamento às reuniões com os órgãos de segurança de Teutônia. Em pauta ainda devem constar o andamento do projeto de videomonitoramento, na expectativa de que esse possa estar concluído juntamente com as obras de construção do novo prédio da Brigada Militar.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...