Certel impulsiona eficiência energética em escolas da região

Beneficiadas pelo Programa de Eficiência Energética da Certel, a Escola Estadual de Ensino Médio de Capitão e a Escola Estadual de Ensino Fundamental Severino José Frainer, de Linha Atalho, Marques de Souza, oportunizaram a seus estudantes uma palestra sobre o uso racional e seguro da energia elétrica. Ministrada pelo coordenador do programa, Henrique Fensterseifer, e pelo projetista de redes de distribuição da Certel, engenheiro eletricista Jeferson Nascimento Miranda, a palestra estimulou nos jovens e também nos professores e diretores uma reflexão aprofundada sobre o comportamento que se tem no dia a dia em relação ao consumo da eletricidade.

Na abertura, Fensterseifer destacou que, por ser uma cooperativa, a Certel reaplica seu excedente (sobras) na melhoria do ciclo operacional e na qualidade de vida das comunidades. Para tanto, aplica um percentual de sua receita operacional líquida em Projetos de Eficiência Energética, atendendo à Lei 9.991. Na edição mais recente e que contemplou as duas escolas, orçada em R$ 1,9 milhão, foram substituídas mais de 21 mil lâmpadas de modelo LED, além de 119 refrigeradores e congeladores ineficientes de 117 instituições, entre escolas, hospitais e clínicas geriátricas.

Foram beneficiadas diretamente mais de 20 mil pessoas, com economia de 1.097.320 kWh/ano, nos municípios de Barão, Boqueirão do Leão, Capitão, Canudos do Vale, Carlos Barbosa, Forquetinha, Gramado Xavier, Igrejinha, Lajeado, Marques de Souza, Paverama, Poço das Antas, Pouso Novo, Progresso, Salvador do Sul, Santa Clara do Sul, São Pedro da Serra, Sério, Taquara, Teutônia, Travesseiro e Westfália. “Com o programa, estimulamos o melhor desempenho na produção de um serviço com o menor gasto de energia. Ou seja, ele visa produzir mais com menos”, explicou.

Além de relacionar várias dicas de economia de energia elétrica, Miranda destacou as fontes da energia, como hidrelétrica, solar, eólica, nuclear e biomassa, e os riscos que a energia elétrica pode oferecer. “Entre os equipamentos considerados ‘vilões’ no consumo de energia, estão o chuveiro e torneira elétricos, condicionador de ar e aquecedor. Reduzir o tempo do banho de 10 para cinco minutos já é uma atitude que contribuirá para reduzir o valor na conta de luz”, exemplificou.

Avaliações

Para a diretora da Escola Estadual de Ensino Médio de Capitão, Karine Matte, o programa trouxe bons resultados. “Nossos alunos perceberam uma grande diferença na melhoria da iluminação, principalmente os do noturno, e isso reflete sensivelmente na melhoria da aprendizagem. A palestra simboliza a culminância do projeto, mas a escola continua a abordagem sobre o tema de diversas maneiras devido à elevada importância. Agradecemos à Certel, que desenvolve um papel social muito necessário, trabalhando sempre para o bem das comunidades”, mensura.

Na avaliação de Alexandra Regina Koempfer, coordenadora pedagógica da Escola Estadual de Ensino Fundamental Severino José Frainer, a eficiência energética estimulada pela Certel rendeu muitos benefícios. “Além da economia em valores na fatura de energia, também percebemos que o estudante começa a ter melhor consciência e cuidado com a energia elétrica, dando o exemplo não somente na escola, mas em casa. Trabalhamos a temática desde novembro do ano passado, e a palestra que assistimos reforça muito do que ensinamos a eles. Como escola do campo, acreditamos que, com esses ensinamentos, eles se tornarão cidadãos melhores. A iniciativa da Certel é muito válida, porque foi a partir daí que começamos a repensar a energia elétrica em benefício da comunidade e das futuras gerações”, avalia Alexandra, que também é diretora da Emei Pequenos Passos, igualmente beneficiada pelo programa.

Fonte Assessoria de Imprensa da CERTEL

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...