Cerca de 650 pessoas prestigiam festividades de 58 anos da Cooperativa Languiru

A Cooperativa Languiru completou, nesta quarta-feira, dia 13, 58 anos de atividades pelo desenvolvimento econômico e social das comunidades em que está inserida. Para marcar a data, a cooperativa teutoniense organizou programação especial na Associação dos Funcionários, evento que reuniu cerca de 650 pessoas, entre associados, familiares, direção e colaboradores.

Valorização do ser humano

As atividades tiveram início com palestra do engenheiro agrônomo Paulo Roberto da Silva, que destacou o papel do quadro social das cooperativas para a superação de desafios.

“O cooperativismo possui grande importância para a economia em geral. E nesse contexto a Languiru vive um grande momento, está em situação invejável. Ao longo dos seus 58 anos, vem contribuindo para o desenvolvimento dos cidadãos, com sustentabilidade dos empreendimentos cooperativos”, enalteceu o palestrante.

Para Silva, o segredo do sucesso está na eficiência, nos valores humanos, na ética e na justiça social. “Existe sinergia e a verdadeira valorização de homens, mulheres e juventude. Esse é o sistema da ‘Família Languiru’, o ponto fundamental da sua atuação, com o trabalho conjunto entre associados, direção e colaboradores. O maior valor da cooperativa são as pessoas e, organizada, a Languiru reúne condições para seguir trilhando este caminho de crescimento”, concluiu.

Família

Na sequência a programação do evento contou com atividade motivacional para as famílias, conduzida pela professora Vera Miranda. Com o tema “Família, lugar para ser feliz”, ela reafirmou o valor das pessoas. “Um minuto de atenção representa a qualidade dos relacionamentos. Todos nós temos motivos para sermos felizes, e hoje a grande ‘Família Languiru’ comemora seu aniversário. A felicidade é algo que está muito próximo de nós, é algo que devemos desejar, todos nascemos para sermos felizes, cada um da sua maneira”, disse, entre uma música e outra.

No relacionamento da Languiru com seus associados, colaboradores e clientes, Vera afirmou que a felicidade está na cooperativa poder fazer a diferença na vida das pessoas.

Languiru nova e moderna

Ao fazerem uso da palavra, o presidente da Languiru, Dirceu Bayer, e seu vice, Renato Kreimeier, reafirmaram o bom momento vivido pela cooperativa.

“Vivemos um momento ímpar da nossa história. Com a força do cooperativismo superamos dificuldades. O aniversário de 58 anos da Languiru celebra a ajuda mútua e o reconhecimento ao esforço de todos, o que nos permite projetar um faturamento recorde de R$ 840 milhões em 2013 e de R$ 1 bilhão em 2014. Números como esses eram inimagináveis, mas sonhados por todos”, disse Bayer, lembrando as recentes premiações da Languiru entre as 500 Maiores Empresas do Sul do Brasil e o Prêmio Vencedores do Agronegócio, realizado pela Federasul.

O presidente ainda falou do Programa de Sucessão Familiar, oferecido para os jovens associados e filhos de associados da Languiru. “Estamos dando a nossa contribuição para profissionalizar e qualificar o trabalho nas propriedades rurais dos nossos associados, uma maneira de seguirmos trilhando o caminho do sucesso com a formação de novas lideranças.”

O vice-presidente Renato Kreimeier ainda reafirmou o valor do quadro social da Languiru. “Vocês são os donos da cooperativa, fruto do empreendedorismo e da visão de futuro de produtores rurais que, em 1955, uniram esforços para constituir a Languiru”, disse, destacando a redução da idade média dos associados, que passou de 58 para 49 anos.

“Parabéns a todos nós. Vamos celebrar esta história de superação, de uma cooperativa que se aproxima das seis décadas de atividades cada vez mais forte e sólida. Nos últimos 11 anos a Languiru quadruplicou de tamanho, sem deixar de lado a valorização dos seus associados, pagando preços justos pela sua produção e buscando cada vez mais a sua participação nas decisões da cooperativa. Nosso maior capital são as pessoas”, encerrou Kreimeier.

Em seguida, servido o almoço, ainda ocorreu apresentação da Orquestra Municipal de Westfália e de Pedro Ernesto Denardim, da Rádio Gaúcha, e sua banda.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...