Cerca de 450 frangos morrem de calor em Sério

O forte calor e a falta de energia elétrica voltaram a provocar a morte de frangos no interior do município. Depois de um produtor rural Ari Hünemeyer, de Alto Arroio Alegre, contabilizar a perda de 600 aves, em dezembro do ano passado, no fim de semana foi a vez de Augustinho Aroldi, da localidade de Paredão, contabilizar prejuízos. No total, as altas temperaturas que chegaram perto dos 40ºC, e a queda de luz, mataram cerca de 450 cabeças. “O prejuízo não foi somente com os frangos que morreram, mas todo o lote foi afetado”, lamenta o proprietário do aviário.

Segundo ele, os frangos pesavam, em média, dois quilos e estavam prontos para o abate. “O intenso calor e a queda na energia fizeram com que as aves deixassem de ganhar peso. O grande estresse provocado pela temperatura afetou o lote”, explica o agricultor. Sem luz, os ventiladores desligaram e os chuveirinhos pararam de funcionar, o que deixou o interior do aviário quente e abafado, causando a morte das aves.

O secretário municipal de Agricultura, Luciano da Silva, acompanhou a situação registrada na propriedade de Paredão. Uma máquina foi disponibilizada pela Administração para que as aves pudessem ser enterradas. Silva observou que o forte calor vem castigando os frangos em todos os aviários do município e salientou que outro setor afetado pela temperatura é a produção de leite. “Com  o calor, as vacas não se alimentam adequadamente, prejudicando o rendimento na produção de leite.”

Sobrecarga em subestação

De acordo com informações da Certel Energia, que é a responsável pelo fornecimento de luz na propriedade onde houve a morte de frangos, a interrupção de energia elétrica foi motivada por um problema técnico na subestação situada em Canudos do Vale, provocada por sobrecarga de consumo em razão do forte calor. A empresa diz que no mesmo dia em que recebeu o comunicado sobre a falta de luz, uma equipe foi acionada e solucionou o problema, e também esteve na propriedade da família Aroldi para dar assistência necessária.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...