Centenas de alunos participam do V Seminário “Viva o Taquari Vivo”

Na manha desta quinta-feira, dia 5, ocorreu a V edição do Seminário “Viva O Taquari Vivo”. De forma paralela, nos auditórios dos prédios 03 e 07 da Univates, cerca de 400 alunos das escolas municipais, estaduais e particulares, das séries iniciais até o último ano do ensino médio, acompanharam a variada programação, que constou de peça teatral, filme, palestras e animação de palhaço para as crianças. O Seminário integra a programação da semana acadêmica do curso de Biologia do Centro Universitário Univates que promove o evento em parceira com a Unidade Parceiros Voluntários (UPV) Lajeado e Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil).

Iniciais

O evento voltado para alunos das séries iniciais começou às 8h15min no auditório do prédio 3 da Univates. A bióloga e mestre em ecologia Cátia Viviane Gonçalves fez a apresentação de abertura com o case da ação Viva o Taquari Vivo. Os alunos ficaram surpreendidos com a quantidade de lixo recolhida em sete edições da ação. “Eles perceberam a importância da preservação ambiental para o bom desenvolvimento da vida como um todo”, enfatiza a bióloga.

Em seguida, os alunos assistiram à peça teatral “Planetinha Natureza”, de Beto Hermann, que ensinou as crianças a não poluir o meio-ambiente com jogos e brincadeiras, disseminando a conscientização ambiental. Após o intervalo com lanche, os estudantes participaram da oficina “Desenhando a Natureza – Construindo um rio melhor”. Ao final da manhã, as crianças deixaram o auditório do prédio 7 com um grande sorriso no rosto, aos pulos e gritos, entusiasmadas por um palhaço – sem deixar lixo no local.

Finais

No prédio 3, o diretor de Responsabilidade Social da Acil, Gilberto Soares, abriu a sessão de palestras aos estudantes das séries finais com a ação Viva o Taquari Vivo. “Um dos objetivos foi mostrar a todos esses jovens que eles podem ter um papel fundamental no cuidado com o meio ambiente. Eles são o verdadeiro grupo que precisamos para chamar a atenção dos problemas ambientais. Hoje, de forma prática, conseguimos conscientizá-los para a importância da responsabilidade social”, explica Soares.

Logo mais, foi a vez da oficina Separação de Lixo, apresentada pelo repórter Rodrigo Nascimento, do jornal O Informativo. Houve o depoimento da presidente da Associação Simon Bolívar de Lajeado, Therezinha Ferreira, que trabalha com catadores de lixo. Finalizando as apresentações da manhã, o repórter Rodrigo Martini, do jornal A Hora, fez um paralelo entre os aterros de lixo de municípios da região e o de “Minas do Leão”. A manhã foi encerrada com a exibição do filme “O príncipe das águas”.

O seminário teve o patrocínio da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). E contou com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente de Lajeado, Agea Marketing e Comunicação, Bahluarte Objetos, Docile Alimentos, Bebidas Fruki, Sorvebom, Ereno Döor Transportes e Transportes Scherer.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...