CDL Lajeado

Reunião com prefeito trata de projetos e comércio ambulante

O comércio de Lajeado busca formas de se fortalecer. Nesta quarta-feira (15), membros da diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Lajeado realizaram reunião na Prefeitura de Lajeado para tratar de temas importantes, como as campanhas e eventos do ano, além de pedir uma ação rápida e efetiva no combate ao comércio ambulante irregular. O grupo foi recebido pelo prefeito Marcelo Caumo e vice Gláucia Schumacher, além dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Douglas Sandri, e Cultura, Carlos Rodrigo Reckziegel.

Além de apresentar os principais resultados do Lajeado Brilha, a entidade encaminhou solicitações de apoio financeiro da Administração Municipal para as ações previstas para 2017. Os pedidos buscam auxílio para a realização das promoções de incremento às vendas do comércio: Liquida Lajeado, Páscoa, Dia das Mães, Liquida Lajeado Edição Extra e Lajeado Brilha. Na parte da capacitação estão previstos cursos profissionalizantes e já definidos a 17ª Convenção CDL Lajeado, em junho, e o 5º Encontro Estadual de Jovens Empresários, em agosto.

Presidente da CDL Lajeado, Heinz Rockenbach destacou a importância da parceria do Poder Público Municipal, tendo em vista a importância do setor e os retornos gerados. “São várias ações que representam atrações de consumidores de outros municípios, impactando diretamente no comércio, sem falar na repercussão positiva para Lajeado, que já se tornou referência tendo a Convenção como melhor evento de gestão do Estado”.

No encontro também foi abordada a decoração natalina. “Temos a missão de apoiar todos os eventos da comunidade. Mas há um clamor para que Lajeado seja de novo modelo na decoração”. O grupo conversou sobre os encaminhamentos já feitos e o secretário Sandri informou que o estágio atual é de confecção de material gráfico para busca de parcerias financeiras.

Comércio ambulante

Indignados com o avanço do comércio ambulante irregular pelas ruas de Lajeado, os dirigentes da CDL Lajeado aproveitaram o momento para cobrar soluções. Os empresários relataram os aspectos negativos da venda das mercadorias fora da legislação e reclamaram da falta de fiscalização para diminuir o problema.

Caumo afirmou que o problema começa a ser resolvido pela Prefeitura a partir dessa semana, citando o convite feito a todos os ambulantes instalados na área central para que participem de uma reunião de esclarecimentos no próximo dia 20. Conforme o secretário Sandri, a partir do início de abril a fiscalização será intensificada. A legislação atual, além de proibir o comércio de ambulantes sem registro, também proíbe a comercialização nas ruas centrais de Lajeado.

Questionado sobre a falta de fiscais nas ruas, Sandri observou que hoje o trabalho desses profissionais é muito burocrático e interno. “Estamos trabalhando para simplificar processos para liberá-los para outros trabalhos”, explicou. O grupo ainda aproveitou para se manifestar de forma contrária à criação de um “camelódromo” para a venda dos ambulantes.

Além do presidente da CDL Lajeado, a reunião contou com a presença de Aquiles Mallmann, Edson Bertozzi, Inês Decian, Fabiano Bladt, Maurício Zanon e Soraide Gräf.

Fonte Simone Rockenbach

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...