CDL Lajeado Jovem

Encontro de Jovens Empresário aborda inovação e intraempreendedorismo para 670 pessoas

 

Inspiração é a palavra que define o 5º Encontro Estadual Jovens Empresários, realizado nesta quinta-feira (10), no Centro Cultural Univates. O público composto por 670 gestores, empreendedores e estudantes pode conferir três exemplos práticos de superação, persistência e determinação que transformaram trabalhadores novatos e inexperientes em grandes lideranças dentro de empresas nacionais e internacionais. Convidados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Lajeado Jovem, os palestrantes tiverem desenvoltura e propriedade para abordar criatividade, mudanças e intraempreendedorismo e, segundo o vice-presidente da entidade, Carlos Oliveira, contribuíram para o aperfeiçoamento pessoal e profissional da classe empresarial da região.

Ousadia e criatividade

Fabiana Bergamaschi iniciou esclarecendo que escolheu a arquitetura por não se interessar nos negócios da família. Mas foi graças a sua atuação junto à empresa do pai que a Venax Eletrodomésticos, de Venâncio Aires, se transformou em uma referência de gestão e inovação. A agora diretora executiva descreveu como revolucionou o posicionamento da marca e dos produtos por meio de uma estratégia de diversificação e mencionou a ousadia e criatividade que ajudaram no lançamento de novos designs e cores em fogões. Fabiana comentou das críticas recebidas e lembrou da dificuldade em mudar a cultura já enraizada na organização. Na sua avaliação, foi graças ao modelo de gestão baseado na qualidade do produto, na conciliação da visão de toda a equipe e no acompanhamento da opinião dos consumidores, que se conquistou o devido reconhecimento de um nicho específico de consumidores. “Não é só inspiração e pesquisa. O mercado vai dizendo como deve ser o produto”, declarou. Resumindo os processos de criação dos principais itens comercializados, ela também falou sobre concorrência e sobre o papel do gestor em um ambiente de rápidas e constantes mudanças. “Seja diferente do comum”, sugeriu. Com evidente orgulho por seu trabalho, ela recomendou: “Saia da zona de conforto e compartilhe o que você sabe. Isso é a essência do bom profissional”.

Foco no porquê

Natural de Lajeado, Carlos Busch Jr. não escondeu a emoção ao apresentar o case “Adapt or fade away” (adapte-se ou desapareça) no local onde iniciou sua vida profissional. De operador de máquina de reprografia na Univates, ele hoje é diretor na Oracle Corporation – maior empresa de software corporativo do mundo – e relatou a relevância da busca pelo conhecimento e aperfeiçoamento constante para o desfecho de sua história. Afirmando que “ou a gente faz diferente ou vai deixar de existir”, Busch Jr. ressaltou que mudanças devem ser vistas como oportunidades e que, diante de um mercado focado no indivíduo e no poder da informação, a preocupação da classe empresarial deve sair do “como” e se concentrar no “porquê” dos acontecimentos e escolhas. Ao citar exemplos de marcas como Uber, Apple, Netflix e Spotify, que inovaram ao elevar o nível de entregas, ele destacou o papel do customer experience nas organizações, através do qual se personaliza o atendimento ao cliente e se proporciona experiências que agregam valor a produtos e serviços. O lajeadense garantiu: “A gente pode fazer muito mais”, alegando que esse é o momento de ousar. Ele finalizou: orientando: “Não use mapas antigos para novos caminhos”.

Intraempreendedorismo e ambiente digital

Carlos Alberto Ferreira é um modelo de intraempreendedor. Contratado inicialmente como office boy da Rede Globo, narrou de que forma sua curiosidade e interesse pelo novo o levaram a desafiar antigos comportamentos e sugerir novos posicionamentos. Com 17 anos de carreira na mesma organização, hoje ocupa a vaga de supervisor executivo de Mídias Sociais. Responsável pela implantação e desenvolvimento das plataformas digitais da empresa, seu trabalho envolve a divulgação e lançamento de produtos e a articulação da relação com todos os públicos da emissora. Sustentado por dados da Anatel que indicam a existência de 100 milhões de internautas no Brasil, Ferreira atentou para o erro de não se comunicar com essas pessoas via internet. “Se você não está aberto para fazer relacionamento nas redes sociais, esse não é o seu ambiente”, alertou. Ele apresentou uma relação com dez dicas para o melhor desempenho no ambiente digital que foi desde a definição do público até cuidados com a identidade visual e necessidade de investimentos, enfatizando que a consistência da comunicação passa por uma estratégia bem definida. Para Ferreira, as pessoas são ávidas por conteúdo on-line e o mais importante para quem atua nas redes sociais é bom senso. “A internet tem um universo de oportunidades para quem souber explorar”, assegurou.

O evento

O 5º Encontro Estadual de Jovens Empresários foi promovido pela CDL Lajeado Jovem e teve a correalização da Univates. O patrocínio foi de Sicredi e Sorvebom, com o apoio da Criar Comunicação Visual, Lojas Dullius, Gráfica Lajeadense e Cervejaria Salva.

 

Fonte Simone Rockenbach

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...