Cases de sucesso encerram Semana do Empreendedorismo

A 2ª Semana do Empreendedorismo de Estrela se encerrou na noite da última sexta-feira, dia 6, com a apresentação de cases de sucesso do município. O plenário da Câmara de Vereadores lotou para ouvir a trajetória e experiências dos empresários Henrique Purper, da Rota Indústria Gráfica; Ângela Birck, da Loja Princesa; e Neri Xavier da Silva, da Launer Química. Num bate-papo mediado pelo jornalista Jônatas dos Santos, eles falaram sobre suas atividades e o que consideram importante, nos dias de hoje, para ser um empreendedor. “O empreendedor tem que ter atitude em primeiro lugar. Hoje, a informação e conhecimento são as coisas mais importantes para qualquer negócio”, afirmou Henrique Purper.

Proprietário da Rota Indústria Gráfica, Purper disse que sempre teve muita vontade de aprender e queria vencer na vida. Para ele, empreendedor é toda pessoa que desempenha suas funções com dedicação e convicção. “É comprometer-se com aquilo que faz, não precisa ser o dono”, comentou. Fundamentais para o sucesso dos negócios, em sua opinião, são a informação e o conhecimento. Para crescer, segundo ele, o gerenciamento é fundamental. “Dinheiro é uma conseqüência do negócio”, disse Purper, para o qual o mercado busca, hoje, profissionais comprometidos e com conhecimento.

Sucessão

Ângela Birck, que sucedeu os pais no comando da Loja Princesa, considera o conhecimento importante, mas não apenas isso. “Temos que ter um sonho e buscá-lo. Não adianta ter conhecimento se não tiver um objetivo”, frisou a empresária, que desde cedo ajudava os pais na loja e, depois que o pai faleceu, assumiu o negócio da família, tornando-se depois proprietária com a compra da parte da mãe e irmãos. Ela lembrou momentos difíceis, quando teve inclusive que realocar a loja quando a ponte da Rua Coronel Müssnich cedeu e o trânsito ficou interrompido por longo período.

Neri Xavier da Silva, da Launer Química, iniciou as atividades da empresa em 1994, junto com um amigo. Hoje com mais de 130 funcionários, a organização trabalha com produtos veterinários e também com uma linha de produtos para limpeza doméstica. É uma trajetória de muito trabalho – “para crescer a gente se priva de muita coisa” – e de superação de dificuldades. Na opinião do empresário, o país ainda tem muito para desenvolver. No entanto, ele considera o Brasil um país que oferece muitas oportunidades até mais que nações desenvolvidas.

Crise econômica

Os participantes se posicionaram ainda em relação à crise econômica vivida pelo país, mas acreditam na superação deste momento. “Acreditamos que seja passageira. “É uma oportunidade de conhecimento e de avaliar o negócio”, disse Neri. “Aqui (no Brasil) o problema é que não valorizamos o que é de todos. Temos que transformar a crise em oportunidades e estar preparados – informados – sobre estes momentos”, complementou Purper.

A Semana do Empreendedorismo de Estrela foi promovida pelo Governo Municipal, através da Secretaria do Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplade), em parceria com a Faculdade La Salle, Sebrae/RS e Câmara do Comércio, Indústria e Serviços (Cacis). De acordo com o secretário Marco Wermann, a ação atingiu sua proposta de incentivar o empreendedorismo, mas de forma sustentável. Conforme Wermann, os desafios, como a crise atual, devem ser enfrentados com trabalho e determinação.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...