Capa apresenta relatório de atividades à Administração

O Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (Capa) do Sínodo Vale do Taquari da IECLB esteve reunido com o prefeito Renato Airton Altmann e com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Ivo Schaeffer, no início deste mês. Na ocasião, o Capa fez a entrega do relatório de atividades do projeto “Agroecologia e Saúde” no ano de 2012. O prefeito Renato Altmann recebeu o pastor Sinodal Marcos Bechert, o coordenador Sighard Hermany e o engenheiro agrônomo Lauderson Holz.

“Este projeto é muito importante, porque leva, às nossas comunidades, conhecimentos e técnicas de aproveitamento de chás e outros produtos naturais para uma saúde preventiva”, destacou o prefeito Renato Altmann, enfatizando a parceria com o Capa. A entidade promove atividades com 13 Grupos de Saúde Comunitária e Teutônia foi o primeiro município do Vale do Taquari a aderir à proposta.

O programa Agroecologia e Saúde tem o propósito de promover a produção ecológica de alimentos e estimular a saúde comunitária. Todas as semanas, a equipe de profissionais do Capa reúne-se com um dos nove Grupos do Lar do interior e da zona urbano, repassa orientações às Agentes Comunitárias de Saúde, capacita merendeiras das escolas e desenvolve oficinas com crianças, adolescentes e adultos usuários do Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

Nesses encontros são trabalhadas: técnicas de produção de alimentos (horta e pomar) utilizando os princípios da agroecologia (sem uso de insumos químicos); palestras de orientação e esclarecimentos sobre temas específicos; utilização de ervas medicinais e essências (óleos, xaropes); aproveitamento de recursos naturais para a prevenção da saúde; produção de alimentos (pães, doces, sucos, geleias, etc) com produtos agroecológicos.

O prefeito Renato Airton Altmann mostrou-se satisfeito com os resultados obtidos. “É uma questão cultural e a mudança é lenta. O enfoque da agroecologia é importante porque faz bem para o povo, e representa um trabalho voltado à saúde preventiva. E quanto mais saudável a população, menos investimentos em saúde curativa, que deve ser o último recurso. Estamos trabalhando com prevenção e os resultados demoram um pouco a aparecer, mas são muito mais confiáveis e duradouros”, estima.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...