Atividade de campo em Putinga marca reunião da AAVT

Uma atividade de campo realizada na sede da Ervateira Putinguense, na localidade de Santos Filho, em Putinga, contou com a participação de cerca de 50 pessoas, a maioria delas integrante da Articulação em Agroecologia do Vale do Taquari (AAVT). O objetivo do encontro foi o de visitar o erval nativo que existe na propriedade da família Guadagnin e que serve de base para a produção de erva-mate cultivada em sistema agroflorestal e que desde 2003 é certificada pelo sistema FSC (Forest Stewardship Council).

No local, o assistente técnico regional em Manejo de Recursos Naturais da Emater/RS-Ascar, Marcos Schäfer, conduziu o grupo por meio do erval, onde pôde ser observado o manejo natural das plantas, a valorização da cobertura verde, o sombreamento, a diversidade de pequenos animais, a proteção das fontes, o reaproveitamento da água da chuva e a consequente biodiversidade e sustentabilidade. “Aqui pode ser observada uma riqueza que dialoga com os propósitos daquilo que trabalha a nossa entidade”, analisou Schäfer.

No local são 69 hectares de ervais em sistema agroecológico, que possibilitam a produção de dois mil quilos de erva-mate nativa ao mês, que é comercializada ao valor de R$ 12,00. “Além deste produto, também trabalhamos com um tipo intermediário de erva-mate, com rendimento de 28 mil quilos ao mês, com o envolvimento de agricultores que utilizam um sistema muito próximo ao do agroecológico, que é comercializada a R$ 9,00”, explica uma das sócias da ervateira, a bióloga Micheli Guadagnin da Silva.

Para Eduardo, o patriarca da família Guadagnin, receber uma entidade que trabalha diretamente com agroecologia, é motivo de orgulho. “É uma forma de valorizar um trabalho iniciado lá no começo do século passado, já que meus avós já eram produtores de erva-mate”, salientou. Não à toa, de acordo com o agricultor, muitos consumidores vêm de outras cidades e até de outros Estados interessados nos produtos. “Não é só a nossa saúde que está em jogo aqui, mas também a das pessoas que trabalham conosco e que compram a nossa erva-mate”, afirmou.

O próximo encontro da AAVT ocorre no dia 29 de maio, no salão da Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas (Oase). Na ocasião será realizada palestra com a nutricionista da Emater/RS-Ascar Tatiane Turatti, que abordará tema relacionado ao documento do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), que há dez anos liberou o uso dos transgênicos no Brasil. Além disso, os municípios realizarão atividades alusivas à Semana do Alimentos Orgânicos, com troca de sementes crioulas e outras ações do tipo.

Em reuniões passadas a AAVT – composta por uma rede de entidades que apoiam a agroecologia no Vale do Taquari – já promoveu palestras com temas como elaboração de caldas naturais para o controle de pragas e doenças em hortas e pomares, adubação do solo, promoção de biodiversidade e legislação de produtos orgânicos, além de ter promovido exibições do filme O Veneno Está na Mesa. Mais informações sobre a AAVT podem ser obtidas no Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Lajeado, pelo (51) 3729-6113, com o engenheiro agrônomo Marcos Schäfer ou pelo blog www.aavtvaledotaquari.blogspot.com.br.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...