Assinado contrato de incentivo entre Arroio do Meio e Cosuel

Foi apresentado, nesta quarta-feira, dia 2, o contrato de incentivo do município de Arroio do Meio com a Cooperativa Cosuel/Dália Alimentos. O ato ocorreu no Gabinete do Executivo e contou com a participação do prefeito Sidnei Eckert, vice Áurio Scherer, secretários municipais e representantes da cooperativa, incluindo o presidente Gilberto Piccinini, vice Pasqual Bertoldi e diretor Executivo Carlos Alberto Figueiredo de Freitas.

De acordo com a Lei Municipal 3.483/2016, o contrato prevê o repasse de R$ 2,250 milhões para a implantação de um Complexo Agroindustrial composto de uma fábrica de rações, um frigorífico de aves e uma fábrica de farinhas no Distrito de Palmas, próximo à fábrica de leite em pó já existente. Do valor total, R$ 1,550 milhão é destinado para aquisição de área de terras e R$ 700 mil para serviços de terraplenagem e compactação da área.

Em contrapartida aos incentivos do município, a cooperativa terá que investir mais de R$ 76 milhões no complexo, iniciar as atividades no prazo de quatro anos, manter as atividades no município por no mínimo 15 anos e gerar mais de 270 vagas de emprego. A projeção da cooperativa é de 540 novos postos diretos de trabalho com o complexo em atividade.

Números do novo complexo industrial

O QUE?
3 empreendimentos interligados:
– Frigorífico de aves (capacidade de produção – 2,200 milhões de frangos/mês);
– Fábrica de rações (capacidade de produção – 45 toneladas/hora);
– Fábrica de farinhas (capacidade de produção – 700 toneladas/mês).

ONDE?
A instalação do empreendimento será na ERS-130 – Palmas, em frente à fábrica de leite em pó da cooperativa.

QUANDO e COMO?
As atividades devem iniciar ao longo de quatro anos, assim que as instalações estiverem concluídas, gerando cerca de 540 novos postos de trabalho.

INVESTIMENTO DA COOPERATIVA
O investimento mínimo da cooperativa para a conclusão do novo empreendimento é de R$ 80 milhões.

INCENTIVO DO MUNICÍPIO/ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL
R$ 2,250 milhões – sendo R$ 1,550 milhão para a compra de áreas de terras e R$ 700 mil para serviços de terraplenagem e compactação da área.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...