APL do Vale do Taquari assina convênio com Governo do Estado

O governador Tarso Genro assinou na última quarta-feira, dia 14, no Palácio Piratini, oito novos convênios dos Arranjos Produtivos Locais (APLs). Entre os oito selecionados está o APL da Agroindústria Familiar do Vale do Taquari, que tem base em Encantado e integra inicialmente 13 municípios da região e cerca de 50 empresas. O conjunto de 20 arranjos apoiados no Estado reúne 18 mil empreendimentos, que empregam 307 mil trabalhadores em 19 regiões do Estado.

Participaram da cerimônia o presidente da Fundação Alto Taquari de Educação Rural e Cooperativismo (Faterco), Admir Lorenzon, os integrantes da governança do APL Eliane Kolchinski, Roberto Pretto e André Boeri, e dois representantes de agroindústrias Marilete Zanella e João Antônio Michelon.

Ao destacar os novos APLs – enquadrados no edital 01/2013 da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI) -, o governador explicou que os convênios consolidam um política pública permanente de arranjos como instrumento de desenvolvimento local. “Estamos atuando em todas as áreas do desenvolvimento econômico, respeitando as características e especificidades de cada região e setor produtivo. A consolidação dos APLs é mais um exemplo dessa política e será fundamental para que o Rio Grande do Sul obtenha patamares de crescimento do PIB acima dos índices do país”.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento de Encantado, Roberto Pretto, um dos pontos positivos deste convênio é que os recursos já estão destinados até 2016. Será disponibilizado um total de R$ 21 milhões, em quatro anos, para apoio à governança, agenda de ações, elaboração de planos de desenvolvimento e projetos de simbiose e promoção comercial. Os recursos devem ser usados na estruturação e manutenção de uma entidade gestora que confira capacidade técnica para gestão de projetos do arranjo.

De acordo com o secretário da Agricultura de Encantado, André Boeri, o grande desafio agora é a mobilização dos empreendedores das agroindústrias, que vão dar respaldo ao projeto. “Esperamos que a participação seja ainda maior, nas diversas cadeias, pois queremos elaborar projetos específicos para cada uma delas e buscaremos alternativas de negócios e produtos para gerar desenvolvimento”, explica.

APL de Agroindústria Familiar Vale do Taquari

Trabalhando para estruturar a agroindústria como uma forma de fixar os jovens na região, o APL é composto por 13 municípios do Corede Vale do Taquari. Inicialmente com mais de 50 empreendimentos, o arranjo tem como entidade gestora a Fundação Alto Taquari de Educação Rural e Cooperativismo (Faterco). Com os recursos destinados pelo Governo do Estado, o APL pretende implementar mais ações na governança. “Fortaleceremos nossos vínculos, contrataremos um coordenador executivo e um auxiliar técnico. Além disso, investiremos na divulgação do arranjo”, afirma a integrante da governança Eliane Kolchinski.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...