ANTT atende solicitação do Vale e confirma audiência em Lajeado

Reunião será no dia 16 de março, no Centro Cultural da Univates

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) atende pedido da região e promove audiência pública para debater a concessão da BR-386. O encontro ocorre no dia 16 de março, das 14h às 18h, no Teatro da Univates.
A autarquia oficializou o evento na edição dessa sexta-feira do Diário Oficial da União. O período para sugestões foi prorrogado. Passou do dia 17 para 31 de março. Duas reuniões ocorreram para discutir o tema, uma em Porto Alegre e outra em Brasília.
Em cada oportunidade, representantes do Vale endossaram a necessidade de ampliar o tempo de análise do projeto, rever o número de praças no trecho entre Canoas e Tio Hugo e realizar uma audiência na região.
Em Brasília, na quinta-feira, depois da pressão da comitiva regional, o superintendente da ANTT, Luiz Castillo, admitiu a possibilidade de fazer um reestudo sobre a quantidade de pedágios previstos no trajeto.
Caso as demandas não fossem atendidas, representantes cogitaram a possibilidade de entrar na Justiça para adiar a concessão.
De acordo com a presidente do Codevat, Cintia Agostini, prefeitos, vereadores e representantes de entidades se reúnem na próxima semana. O objetivo é unificar o discurso. Isso é necessário diante dos diferentes posicionamentos que ocorreram, em Porto Alegre, durante a primeira audiência.
No evento, entidades civis como Codevat e CIC afirmavam aceitar o pedágio desde que com outro modelo. O prefeito de Fazenda Vilanova, José Luiz Cenci defendia as concessões como única forma de atrair investimentos para a rodovia. Em contrapartida, vereadores como Sérgio Kniphoff (PT) foram contrários à adoção de pedágios na BR-386.
A ANTT deve licitar 467,7 quilômetros de rodovias federais. O período de concessão é de 30 anos.
Entre os detalhes contestados, está o tempo para duplicar parte do trecho. De acordo com o contrato 219,70 quilômetros serão duplicados na BR-386 em 15 anos.
Frente parlamentar
O deputado estadual Juliano Roso (PCdoB) protocou, na quarta-feira, documento para a criação da Frente Parlamentar para acompanhamento da concessão da BR-386. A iniciativa contou com o apoio de 34 parlamentares.
O objetivo é acompanhar todo o processo de instalação dos pedágios no trecho da rodovia. A intenção, segundo Roso, é democratizar o debate sobre o modelo de pedágio imposto pelo governo federal.
Em paralelo à audiência da ANTT em Lajeado, a Frente Parlamentar da Assembleia Legislativa deve realizar audiências em Tio Hugo, Soledade e Montenegro.
Fonte: Jornal A Hora

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...