Alsepro recebe valores de penas pecuniárias

Um valor de aproximadamente R$ 60 mil, que estava sob responsabilidade do Poder Judiciário, está sendo repassado à Associação Lajeadense Pró-Segurança Pública (Alsepro) e ao Conselho da Comunidade de Assistência ao Preso. O dinheiro será utilizado na construção da Ala Feminina do Presídio Estadual de Lajeado.

Segundo o juiz diretor do Fórum de Lajeado, Luis Antônio de Abreu Johnson, os valores são originários do pagamento de penas alternativas aplicadas a réus, especialmente no Juizado Especial Criminal. O responsável pela destinação do recurso é o juiz da Vara de Execuções Criminais – que está sendo dirigida temporariamente por Johnson.

“Avaliei o encaminhamento com base em projetos apresentados pelas duas entidades e em parecer favorável do Ministério Público. Priorizei minha decisão na segurança pública não só de Lajeado, mas de todo o Vale do Taquari”, explica. “Tenho a Alsepro e o Conselho da Comunidade como instituições exemplares. Cabe ressaltar que sem a decisiva intervenção destas estidades, compostas por cidadãos abnegados, a segurança pública do Vale do Taquari estaria atravessando sérias dificuldades”, avalia o magistrado.

A Alsepro e o Conselho são entidades geridas por voluntários. A primeira tem como objetivo auxiliar órgãos de segurança pública a se manterem através de repasses de verbas, manutenção, reformas e investimentos em projetos e outros. A segunda atua na qualificação do cumprimento da pena no Presídio Estadual de Lajeado.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...