AGV prevê movimento de R$ 250 milhões nas vendas para o Dia das Crianças

O comércio do Rio Grande do Sul deverá movimentar um total de R$ 250 milhões com a compra de presentes para o Dia das Crianças. O valor é equivalente ao registrado no mesmo período de 2014, e retrata o momento da economia brasileira e, em especial, ao pagamento em dia dos servidores públicos. “A notícia do pagamento integral do salário do mês de setembro dos servidores, depois de dois meses de parcelamentos por conta da crise do Estado, gera otimismo e traz reflexos nas vendas, além disso, a data carrega muito simbolismo, e isso faz com que as vendas aconteçam”, afirma o presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV), Vilson Noer.

Conforme dados do levantamento feito pela entidade para descobrir a intenção de compras dos consumidores para a data, que ocorrerá na segunda-feira, dia 12, 89,3% dos gaúchos pretendem presentear alguma criança. Para Noer, a data é importante, pois poderá conseguir de alguma forma, recuperar as vendas, e ainda é uma grande oportunidade para os lojistas fidelizarem seus clientes, buscando diminuir os efeitos da desaceleração da economia.

Noer também destaca que no Dia das Crianças, os preços das mercadorias não serão aumentados, mesmo com a forte elevação cambial que afeta de maneira direta o setor de brinquedos, na qual mais de 60% são produtos importados. “A alta nos preços ocorrerá no Natal, em razão das reposições de pedidos”, afirma o presidente da AGV.

O momento econômico também trará seus reflexos para o Dia das Crianças, como mostra a pesquisa, que indica que 72,5% das pessoas entrevistadas, reduzirão valores e a quantidade de presentes para o dia das crianças. Os entrevistados pretendem gastar entre R$ 70 a R$100,00, com o presente, mesma média do ano passado. Para realizar o pagamento, 44,1% usarão dinheiro, ou cartão de débito, 27,9% cartão de crédito parcelado, 16,2% cartão de crédito (para 30 dias) e 11,8% usarão o crediário em lojas.

Entre os fatores determinantes na hora da compra estão preço, com 65,2%, seguido do desejo da criança com 34,8%. Em 2015, o presente unirá o útil ao agradável, pois 49,3% dos gaúchos presentearão as crianças com roupas ou calçados. Bonecas ficaram em segundo lugar com 31,3% e jogos em terceiro com 22,4% das intenções de compras. Além disso, 40,3% comprarão presentes para duas crianças, e entre os presenteados estarão filhos, sobrinhos, afilhados e netos. O levantamento também indicou que 60,6% projetam ir às compras ainda nesta semana, e a grande maioria fará isso nas lojas de rua.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...