Agricultura sustentável é tema do 8º Encontro Nacional do Pisa

Tendo como tema a agricultura sustentável, o 8º Encontro Nacional do Programa de Produção Integrada de Sistemas Agropecuários (Pisa) reuniu durante dois dias técnicos, pesquisadores, extensionistas, professores e produtores interessados em debater o assunto. A primeira parte do evento foi realizada na tarde desta terça-feira, dia 17, no Centro Comunitário José de Anchieta, na localidade de Rui Barbosa, em Arroio do Meio. No local foram realizadas diversas palestras e paineis, entre elas a do pesquisador venezuelano Teodardo Calles, representante do Escritório de Agricultura de Plantas Leguminosas da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO Roma).

Calles abordou os cinco objetivos estratégicos da FAO, sendo eles a erradicação da fome, da insegurança alimentar e da desnutrição; ampliar a produção sustentável em todas as culturas – o principal foco do debate; reduzir a pobreza no meio rural; possibilitar sistemas eficientes de agricultura e ampliar o poder de recuperação em casos de desastres. “Acredito ser importante a construção de uma visão comum de produção e agricultura sustentável, com sistemas integrados, eficiência no uso de recursos e ecossistemas diversificados nesse contexto”, ressaltou.

Nesse cenário, o pesquisador afirmou haver uma série de desafios a superar, casos da fome, que atinge cerca de um bilhão de pessoas no mundo, a degradação do solo, o aumento do número de pragas, a erosão, as mudanças climáticas, o aumento da população mundial e a poluição em geral. “A sustentabilidade só será alcançada a partir da conservação dos recursos naturais e o aumento da eficiência no seu uso, a permanência do homem no campo, a sucessão e com boas políticas públicas”, enfatizou.

O evento seguiu com palestra ministrada pelo professor do Instituto Federal Catarinense, Marcos Paladini dos Santos, que abordou o Pisa sob o ponto de vista do empoderamento da família rural. Após, o professor do Deparamento de Solos da Ufrgs, Ibanor Aghinoni, conduziu painel sobre o solo no contexto dos sistemas integrados de produção. Os impactos regionais do Programa – apresentados pelo secretário de Agricultura de Arroio do Meio, Paulo Heck, e as experiências vivenciadas pelos produtores do Vale do Taquari fecharam o primeiro dia de atividades.

Heck valorizou o Pisa – iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), desenvolvido no Estado pelo Programa Juntos para Competir -, que atende no município a 23 agricultores, com aumento de produtividade e redução de custos obtidos nos últimos três anos. No Vale do Taquari o Programa contempla mais de 100 agricultores dos municípios de Arroio do Meio, Travesseiro, Arvorezinha e Doutor Ricardo. No Estado são 800 famílias atendidas e um investimento superior aos R$ 2 milhões.

O evento, que tem o apoio de diversas entidades, entre elas a Emater/RS-Ascar, seguiu nesta quarta-feira, dia 18, com visitas a duas propriedades em Travesseiro. Para o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli, o apoio a um evento deste porte é importante por possibilitar uma aproximação entre as entidades que trabalham diretamente com o produtor, buscando qualificar o processo e o alcance das políticas públicas ao homem do campo. “Ainda mais se levarmos em conta o fato de a agricultura sustentável ser uma das tantas “bandeiras” do trabalho da Extensão Rural”, enfatizou.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...