Agricultura familiar é incentivada em Lajeado com horas-máquina

Abertura e limpeza de açudes, enterro de animais, acessos internos, construção e recuperação de estradas, abertura de valas, retirada de tocos de árvores e pedrões das lavouras são alguns dos serviços realizados pela Secretaria de Agricultura e Urbanismo (Saurb). Estima-se que Lajeado tenha mais de 400 famílias de agricultores produzindo no município, o que se reflete no número de horas-máquina e caminhão realizadas pela Saurb.

De agosto de 2014 a julho de 2015, foram contabilizadas 2.322 horas trabalhadas utilizando caminhões, retroescavadeiras ou a escavadeira hidráulica da secretaria, gerando uma média de 193,5 horas ao mês. Os serviços visam estimular o setor primário e evitar o êxodo rural no município, tendo em vista que as dificuldades para produzir no meio rural não são poucas, além da dependência de condições climáticas favoráveis para a produção.

O titular da Saurb, Ricardo Giovanella, lembra que no fim de 2013, o Legislativo lajeadense aprovou projeto de lei encaminhado pelo Executivo com vistas a ampliar o número de horas-máquina concedidas aos agricultores durante o ano. De cinco horas, passou a ser permitido até 25 horas-máquina anuais, o que se refletiu na ampliação da assistência aos produtores rurais. “Era difícil resolver os problemas dos agricultores antes da ampliação das horas. Eles sentiam-se desestimulados, com vontade de abandonar o trabalho nas propriedades”, comenta Giovanella.

Entre os beneficiados, o casal de agricultores Lauro e Lorita Eckhardt, moradores do Bairro Imigrante, tocam uma propriedade de 6,5 hectares, sendo arrendatários de outros 6 hectares. As propriedades são utilizadas para o plantio de pastagens para as 20 vacas leiteiras que possuem, bem como para estocagem da silagem produzida. Como a propriedade faz divisa com o Rio Forqueta, uma parte considerável dela é várzea.

“Não tínhamos como chegar na várzea sem a estrada que construíram”, atesta Lorita Eckhardt. Nascido na propriedade e agricultor desde cedo, Lauro Eckhard depõe de forma contundente em favor do serviço prestado pela Saurb. “Nunca na minha vida inteira fizeram uma obra como essa na minha propriedade, em todas as administrações da prefeitura”, diz Eckhardt.

Além de abrir uma estrada interna com cerca de 800 metros de extensão, a Saurb executa a abertura de uma vala para escoamento pluvial, evitando o alagamento de parte da área de terras. O serviço não foi concluído, faltando apenas executá-lo dentro da propriedade de Eckhardt. Ele calcula que mais de 20 hectares de terras se tornarão produzíveis após a conclusão dos serviços, beneficiando cinco famílias de agricultores e dez propriedades.

Entre os bairros atendidos com os serviços de horas-máquina no último ano, destaca-se Conventos e a localidade de Alto Conventos, São Bento, Floresta, Imigrante, Carneiros, Moinhos D’Água, Campestre, Universitário, Moinhos, Jardim do Cedro, São Cristóvão, Centenário, Bom Pastor, Igrejinha e Montanha.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...