Acsurs completa 43 anos ao lado dos suinocultores gaúchos

Dos esforços de um grupo de suinocultores e técnicos ligados ao setor foi fundada, no dia 25 de novembro de 1972, em Estrela, a Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs).

Dirigida atualmente pelo agropecuarista Valdecir Luis Folador, a associação conta com 16 entidades filiadas, oriundas de várias partes do Estado. Segundo Folador, a entidade se reinventa constantemente para cumprir sua missão, que é lutar pelos interesses dos suinocultores gaúchos. “Cada presidente que por aqui passou atendeu seu papel e soube responder as necessidades dos suinocultores”, destaca. O primeiro presidente da Acsurs foi o criador Hédio Scherer, que exerceu a função até 1976. Após Scherer, assumiu o cargo o então criador José Adão Braun, em dois períodos, de 1977 a 1982 e de 1989 a 1998. Também atuaram como presidentes da Acsurs os médicos-veterinários Werner Meincke, de 1983 a 1988, e Gilberto Moacir da Silva, de 1999 a 2005.

Sempre dinâmica, a Acsurs comemora, nesta quarta-feira, dia 25, 43 anos de serviços prestados à suinocultura gaúcha, reivindicando permanentemente, em todas as esferas, os direitos dos suinocultores. “Hoje, após cinco mandatos, vejo o quão importante é termos uma entidade de classe, pois ela é a voz do suinocultor perante o todo”, avalia Folador. “A Acsurs é o suinocultor da porteira para fora e, por isso, cada criador deve apoiá-la, para que seja forte e assim consiga suprir as demandas que surgem”, frisa.

Marcelo Lopes, presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), que completou 60 anos no dia 13 deste mês, ressalta a dedicação da Acsurs junto aos suinocultores ao longo dos anos. “A ABCS parabeniza a Acsurs pelos seus 43 anos de história, representando o Estado que é berço da jornada da associação nacional. Nossos sinceros agradecimentos pela sua colaboração e dedicação aos suinocultores em todos esses anos. Nosso desejo é o de que juntos possamos trabalhar cada vez mais para elevar o status da carne suína no Brasil e defender os direitos dos nossos produtores”, destaca.

O secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Ernani Polo, ressalta a parceria com a entidade. ‘‘É com grande satisfação que saúdo a Acsurs pelos 43 anos de atividades voltadas ao fortalecimento do setor produtivo, especialmente no que diz respeito à manutenção da qualidade e competitividade dos produtos suínos no Estado. Seguiremos parceiros e atuando da melhor forma para viabilizar os principais pleitos para o desenvolvimento do setor’’, afirma, parabenizando a associação.

CPS

Entre as conquistas da Acsurs está a Central de Produção de Sêmen, que produz doses de sêmen suíno resfriado que são enviadas para suinocultores de todo o Estado gaúcho e alguns fora dele.

De acordo com o diretor executivo da Acsurs, Fernando Gimenez, a fundação da CPS, na década de 70, veio em função do melhoramento genético, um dos objetivos da entidade. Situada no interior de Estrela, a Central tem como responsável técnico o médico-veterinário Vanderlei Koboldt, equipe de profissionais capacitada e tecnologia de ponta em parceria com a Minitub do Brasil.

Junto dos suinocultores

Suinocultor de Cruzeiro do Sul, Ilanio Johner viu nascer e acompanhou a história da associação ao longo das décadas. A experiência de seus 70 anos reúne inúmeros momentos junto à entidade. “Meus pais eram suinocultores. Também foram associados à Acsurs”, lembra Ilanio, que já participou de três mandatos como vice-presidente e agora integra a Diretoria como delegado suplente junto a ABCS. O suinocultor também é presidente do Núcleo de Criadores de Suínos do Vale do Taquari.

Johner reforça as palavras de Folador, dizendo que é importante que o suinocultor apoie e acompanhe as atividades da associação, para, assim, deixa-la cada vez mais forte. “Termos uma entidade como a Acsurs, que defende os direitos do suinocultor, é essencial. Penso que o suinocultor deveria ser mais participativo”, avalia.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...