Acsurs completa 42 anos em defesa do suinocultor gaúcho

Desde sua fundação, em 25 de novembro de 1972, a Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs) teve sua trajetória marcada por várias conquistas e inúmeras melhorias proporcionadas ao setor suinícola.

Sempre dinâmica, a Acsurs comemorou nesta terça-feira, dia 25, 42 anos de serviços prestados à suinocultura gaúcha, reivindicando permanentemente, em todas as esferas, os direitos dos suinocultores, especialmente no que se refere a atenção ao aspecto sanitário e a uma justa remuneração pelo quilo do suíno vivo.

Filiada à Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), a Acsurs executou, até 2012, o Serviço de Registro Genealógico de Suínos no Estado. Realizou, nas décadas de 70 e 80, um vasto calendário de feiras e exposições em todas regiões de produção.

Outra significativa participação da entidade diz respeito à qualificação técnica do seu quadro de associados. Em todas as regiões, especialmente junto aos núcleos e associações de criadores de suínos, são realizadas reuniões com palestras técnicas e políticas de orientação aos produtores, além de organização de seminários, eventos e missões voltadas ao setor. Junto da ABCS, coloca em execução, no Estado, ações do Programa Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS), com o objetivo de incentivar o consumo da carne suína.

Atualmente, a Acsurs é presidida por Valdecir Luis Folador, filho e neto de suinocultores.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...