Ações visam a permanência do jovem no campo e o crescimento do setor primário

Com 23 anos de idade e a experiência de quatro anos de vínculo empregatício com uma oficina mecânica da cidade, Heitor Lansing está de volta à propriedade rural da família, em Canudos – Linha 32, há cerca de um ano. Tímido para falar, mas muito ágil na execução dos seus serviços, no comando de um moderno trator, o jovem afirma que gosta da rotina de trabalho no interior e que visualiza um futuro promissor na sucessão das atividades da família.

O avô, Délcio Lansing, 74 anos, demonstra alegria em ver o interesse dos três filhos e do neto na continuidade das atividades iniciadas por ele há décadas. Com a criação anual de cem novilhas, 1.350 suínos e mais de 250 mil frangos, o agricultor afirma que as políticas de incentivo do poder público evoluíram muito nos últimos cinco anos, colaborando para o crescimento do setor primário e investimentos dos produtores rurais em suas propriedades. “Ganhamos muito apoio com serviços de máquina, veterinário, programas de incentivo, além das estradas do interior, que melhoraram muito nos últimos anos”, explica. A família foi uma das beneficiadas com os serviços de máquina executados pela Secretaria de Agricultura na última semana. No local está sendo realizada a escavação para a modernização e ampliação da propriedade.

De acordo com o secretário de Agricultura, Paulo Heck, diversas ações de incentivo ao setor primário e à sucessão familiar estão sendo realizadas desde 2009, visando a permanência do jovem no campo e melhores condições de vida e trabalho para o produtor rural. Como destaque, Heck cita a realização de mais de 20 cursos de qualificação numa parceria entre administração municipal, Emater e Senar; programas de incentivo; promoção de encontros de Jovens Rurais; retorno da Feira do Produtor, potencializando a agricultura familiar; programas de açudagem e demais parcerias com os Governos Federal e Estadual.

O prefeito Sidnei Eckert reforça a preocupação da administração em executar melhorias constantes na infraestrutura do interior do município, ampliando a qualidade dos serviços de luz, água, telefonia, internet, estradas e qualificação profissional. “Para viver bem no interior, o nosso produtor rural precisa de serviços de qualidade disponíveis na sua comunidade e por isso visualizamos a Secretaria de Agricultura como um gerenciador do meio rural como um todo, sabendo que temos um longo caminho a trilhar ainda”, finaliza Eckert.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...