AAVT quer qualificar merenda escolar

Representantes do grupo de Articulação de Agroecologia do Vale do Taquari (AAVT) estiveram, na tarde da quarta-feira, dia 11, no gabinete do prefeito Luís Fernando Schmidt, apresentando pesquisa francesa sobre os efeitos do consumo de transgênicos em organismos vivos. Na oportunidade, foi entregue ofício sugerindo a retirada de alimentos como milho verde e farinha de milho, cultivados com engenharia genética, da merenda escolar.

A pesquisa, realizada com ratos de laboratório, foi exibida vídeo e, segundo lideranças do movimento, foi a primeira a conseguir isolar os efeitos de alimentos transgênicos na saúde de cobaias. Os participantes da AAVT estão apresentando, aos municípios da região, proposta de valorização dos agricultores que produzem alimentos de forma convencional. Vários secretários municipais participaram do encontro.

A AVT reúne diversas entidades, no Vale do Taquari, que apoiam a produção orgânica, sem uso de agroquímicos. Integram a rede a Associação Agroindustrial de Forquetinha (Agrofor), Associação de Mulheres Colinenses (AMC), Associação Ecobé, Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (Capa), Comissão Pastoral da Terra (CPT), Emater/RS-Ascar, Grupo de Produtores Ecologistas de Forqueta, Secretaria de Agricultura de Arroio do Meio, Secretaria de Agricultura de Colinas, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Arroio do Meio, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Colinas, Universidade do Estado do Rio Grande do Sul (Uergs) e Univates.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...