“A atitude é uma escolha e não custa nada”, ensina empresário

De várias formas, um barco pode ser a representação de uma empresa. O clima é como o mercado empresarial: dinâmico, imprevisível e ágil. Ao fazer essa analogia, o empresário, velejador e ex-atleta da seleção brasileira e atual técnico da equipe Olímpica de Vela, Cássio Lutz do Canto, apresentou um novo jeito de olhar para os negócios e alertou para o impacto que estamos vivendo nesta era de mudança. “A revolução digital nos leva a entender que a lógica do sucesso é a adaptação, o que nos exige mais do que uma nova forma de pensar. Precisamos, também, de uma nova forma de fazer as coisas. A atitude é uma escolha. E não nos custa nada”, afirmou Cássio, que palestrou nesta quinta-feira, (25/10), durante o Happy Hour com o associado, promovido pela Câmara de Comércio, Indústria e Serviço de Estrela (Cacis). Cerca de 150 pessoas participaram do evento.

 

Cássio continuou com as analogias, dizendo que é preciso ajustar as velas. “Quando navegamos, temos que sempre saber aonde vamos. Nas empresas, isso não é diferente”. Segundo ele, citando um dos valores da Netflix, provedora global de filmes e séries de televisão via streaming, que a cada dia ganha mais mercado desbancando canais tradicionais, a liberdade com responsabilidade pode determinar uma grande mudança nas organizações. Isso requer dar autonomia para as pessoas agirem nas empresas. Porém, salienta que não existe autonomia sem alinhamento, que por sua vez, leva a equipe a um contexto. “O conceito é apresentar o contexto e não o controle do processo, pois isso estimula o engajamento. Além disso, a mudança requer empatia, que só é possível quando todos entendem seu verdadeiro papel no barco/empresa”.

Para finalizar, Cássio lembrou a frase que tem o mesmo nome do livro do especialista em gestão e liderança Marshall Goldsmith: “O que nos trouxe até aqui, não é o que vai nos levar adiante”.

 

Fonte Dobro Comunicação

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...