8ª edição do Viva o Taquari Vivo reúne 510 voluntários

Na manhã do último sábado, dia 5, no Porto dos Bruder em Lajeado; no Parque Municipal da Lagoa em Estrela, e no Bairro Navegantes em Arroio do Meio, mais de 500 pessoas reuniram-se voluntariamente para participar da 8ª edição da ação Viva o Taquari Vivo.

O movimento, que iniciou às 7h30min, contou com a participação de empresas, poder público, clubes de serviço, grupo de escoteiros e comunidade em geral. Antes de começar os trabalhos, os voluntários receberam instruções de segurança e tiveram um momento de ginástica laboral.

Logo após, foram entregues equipamentos de proteção, segurança e embalagens para que pudesse ser iniciado o trabalho de recolhimento de resíduos dentro e nas margens do rio Taquari. Os materiais coletados variaram entre embalagens plásticas usadas, garrafas pet, ferro, madeira, papelão e isopor, entre outros. A metodologia de separação, classificação, pesagem e tabulação dos resíduos esteve a cargo da bióloga e mestre em ecologia Cátia Viviane Gonçalves, da Univates.

Poucos barcos

Um dos coordenadores da ação, o empresário Gilberto Soares, comentou a baixa participação de embarcações em Lajeado que novamente se repetiu neste ano. “É inexplicável. Teremos que buscar aprender com Estrela, por exemplo, como mobilizar os proprietários de embarcações para que eles nos ajudem a defender o rio onde navegam quase que diariamente e no qual, prática e teoricamente, devem ter o maior interesse.”

Também surpreendeu neste ano a redução no número de participantes em Lajeado, pela concentração maior em Arroio do Meio e também a não adesão de empresas que foram tradicionais presenças nos anos anteriores.

Arma e abelhas

Como nas edições anteriores, materiais inusitados recolhidos despertaram a atenção dos voluntários. Foram sofás, estofamentos de carro, pneus, colchões, roupas e até um revólver calibre 38, enferrujado, com numeração raspada. Em Arroio do Meio, um grupo de voluntários foi atacado por um enxame de abelhas que estava num sofá abandonado na margem do rio. Felizmente, poucos foram ferroados.

Canto coral

Às 11 horas, em Lajeado, o grupo de Canto Coral da empresa BRF fez uma apresentação para os presentes e, ao final, os voluntários cantaram uma paródia de música sobre o rio especialmente criada pelo grupo. Também em Arroio do Meio houve apresentação de grupos de coral.

Os números da ação

No município de Lajeado, cerca de 150 voluntários, três embarcações e quatro pranchas da equipe dos Guardiões do Taquari (GT) Sup, recolheram 821 quilos de resíduos, sendo 225 de roupas e sapatos. No município de Estrela, aproximadamente 250 voluntários e 16 embarcações recolheram 848,8 quilos de resíduos. E no primeiro ano de participação do município de Arroio do Meio, aproximadamente 110 voluntários e seis embarcações recolheram em torno de 942 quilos de resíduos das margens e dentro do rio Taquari.

Quantidade de resíduos recolhidos

Resíduo

Lajeado

Estrela

Arroio do Meio

Plástico (demais)

85

66,4

40

Plástico (pet)

33

33,4

**

Plástico (duro)

7

78,6

**

Tecido (demais)

4

48,2

**

Tecidos – Roupas e Sapatos

225

8,6

**

Ferro (metais)

24,5

62,4

225

Madeira

88,5

**

**

Madeira (sofá)

10

85,5

**

Borracha

1

0,3

**

Vidro

39

14,2

**

Pneu

115

272

**

Papelão

21

6,2

**

UHT

1

**

**

Brasilit

**

**

**

Isopor

2

32,8

**

Rejeito

144

107,8

677

Outros

21

32,4

**

TOTAL

821

848,8

942

Realização

A ação foi realização da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), Câmara de Comércio Indústria e Serviços de Estrela (Cacis), Rotary Club Arroio do Meio e Unidade Parceiros Voluntários (UPV) Lajeado. Teve como patrocinadores a Companhia Riograndense de Água e Saneamento (Corsan) e Cooperativa Regional de Desenvolvimento Teutônia (Certel), apoio das prefeituras municipais e secretarias do Meio Ambiente de Lajeado, Estrela e Arroio do Meio, Unimed VTRP, Petter EPI’s, Trânsito Brasil, Plastrela Embalagens Flexíveis, Docile, BRF, Agea Marketing e Comunicação, Transportadora Nimec e Bebidas Fruki e apoio técnico da Univates.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...