1ª Conferência Territorial debate caminhos para a assistência técnica e extensão rural

O Colegiado de Desenvolvimento Territorial (Codeter) do Vale do Taquari realizou nesta terça-feira, dia 15, a 1ª Conferência Territorial de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). O evento foi realizado no CTG Querência do Arroio do Meio, no município de mesmo nome, e contou com a participação de extensionistas da Emater/RS-Ascar, representantes de prefeituras, sindicatos dos trabalhadores rurais (STRs) e outras entidades ligadas à área, além de agricultores familiares, indígenas, quilombolas e pescadores artesanais.

A conferência teve como lema “Ater, agroecologia e alimentos sustentáveis”. O objetivo, de acordo com o coordenador do Codeter do Vale do Taquari, Lauderson Holz, foi a de gerar proposições para a elaboração de estratégias e ações prioritárias para promover a universalização da Ater pública e de qualidade aos agricultores familiares por meio do diálogo e interação entre sociedade civil, governos e entidades que representam os produtores. “A Conferência também busca abordar o papel da Ater como fomentadora da transição agroecológica e, consequentemente, da melhoria da qualidade dos alimentos consumidos no País”, salienta.

Entre os assuntos abordados no dia, estiveram o aumento dos recursos para o financiamento da Ater, a melhoria da qualidade na prestação dos serviços, o atendimento à diversidade da agricultura familiar brasileira – sobretudo de povos e comunidades tradicionais, jovens e mulheres rurais -, a produção de alimentos saudáveis, a criação de um plano nacional de agroecologia, a criação de um sistema nacional de Ater e a articulação com as políticas públicas para a agricultura familiar e o desenvolvimento rural sustentável.

Na ocasião foram realizadas palestras, na parte da manhã, com os temas, “O papel da assistência técnica e extensão rural no desenvolvimento rural sustentável”, ministrada pelo gerente técnico da Emater/RS-Ascar, engenheiro agrônomo Valmir Wegner, e “Agroecologia e Alimentos Saudáveis”, que foi proferida pela doutora em fitotecnia e engenheira agrônoma do Departamento da Agricultura Familiar da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Agda Regina Ikuta.

Na parte da tarde foi realizado trabalho em grupo, tendo por base três eixos temáticos: Sistema Nacional de Ater – Fortalecimento Institucional, Estruturação, Gestão, Financiamento e Participação Social; Ater e Políticas Públicas para a Agricultura Familiar e Formação e Construção de Conhecimentos de Ater. Cada eixo abordou ainda três temas transversais, sendo eles a Ater relacionada a mulheres rurais, a juventude rural e aos povos e comunidades tradicionais.

Cada grupo elaborou demandas que, posteriormente, foram apresentadas em plenária e que serão encaminhadas para a Conferência Estadual de Ater, que ocorre em Porto Alegre nos dias 31 de março e 1ª de abril de 2016. Durante a Conferência também foram escolhidos os seis delegados – sendo quatro da sociedade civil e dois de entidades – que representarão o Vale do Taquari na ocasião. Da etapa estadual serão escolhidos 26 delegados que representarão o Rio Grande do Sul na Conferência Nacional de Ater.

O encontro contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o prefeito de Arroio do Meio, Sidnei Eckert, vice Áurio Scherer, gerente adjunto da Emater/RS-Ascar, Carlos Lagemann, representantes do Núcleo de Extensão em Desenvolvimentos Territorial do Vale do Taquari (Nedet), Cândida Zanetti, Leane Oliveira e Ludmila Galon e secretário do Codeter Álvaro Mallmann. Eckert valorizou o trabalho em parceria como forma de promover o fortalecimento da agricultura na região. “Nesse sentido fica o desafio para que possamos contribuir para a criação de boas políticas públicas que contribuam para o desenvolvimento rural, com sustentabilidade e renda”, enfatizou.

Sobre as conferências

A conferência territorial é uma das etapas da 2ª Conferência Nacional de Ater (CNATER), que representa a continuidade de um compromisso firmado entre o Governo Federal e a sociedade civil organizada, em prol dos serviços de assistência técnica e extensão rural para a promoção do desenvolvimento sustentável com base na agricultura familiar e reforma agrária. Até o final de dezembro todos os territórios do País realizarão as suas conferências.

Delegados efetivos

  • Loni da Silva (Sociedade civil)
  • Bruno Berwanger (Sociedade civil)
  • Luciano Carminatti (Sociedade civil)
  • Shyrley Wenzel (Sociedade civil)
  • Marcelo Müller (Poder público)
  • Angélica Mallmann (Poder público)

Delegados suplentes

  • Carlos Soares (Sociedade civil)
  • Rafael Rohekohl (Sociedade civil)
  • Liane Brackmann (Sociedade civil)
  • Lauderson Holz (Sociedade civil)
  • Diovane Cardoso (Poder público)
  • Elaine Biondo (Poder público)

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...